DIVAGAÇÃO




Labuto em tempos indissolúveis
Nas encostas do meu cerne mergulho profundamente
Diversas faces se mesclam, sei o quanto isso é preciso
Nesse espectro de mulher, inspiro-me
Acossada estive nas mais remotas das tempestades
Estradas fúnebres em bifurcações tênues
Forças enfraquecem em dilemas infindáveis
Desnorteiam a alma do meu rumo
Os mitos que se abrigam e brigam nas arenas, são destemidos
Sozinha me atiro em defesa, percebo incertezas e dúvidas que 
pairam provocando em mim rupturas na minha fé
Compulsiva atrelo o que ainda me resta
Vejo lírios, vejo girassóis, vejo um vasto jardim de flores silvestres
Penso: tudo isso é uma grande miragem!
E o meu pensar é absorvido pelo meu sentir. 
Sinto. 
Sinto Deus. 
Sinto Deus dentro de mim. 



IMAGENS LIVRES: Acessado em: . <  universodasflores.wordpress.com > . Disponível em: 11/12/2014, 22h50min

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A TROCA

19

OUTONO