Postagens

Mostrando postagens de Agosto 24, 2014

DESILUSÃO

Desolada investidaquisera ser preferida realidade indevida assola minha vida...
Pleiteio tua sina adereços, afagos infames insígnias anseios afogados...
Frustrada energia fatalmente cedida evaporar eufonia desejo ser ouvida...
Sou a flor*, encanta a mais bela*, chama suplícios, alma* santa aclama-me, espanca*!
*Florbela Alma Espanca
P.S. o poema é da minha autoria. Cito Florbela por ser inspiração aos meus escritos.