DESILUSÃO

Desolada investida
quisera ser preferida
realidade indevida
assola minha vida...

Pleiteio tua sina
adereços, afagos
infames insígnias
anseios afogados...

Frustrada energia
fatalmente cedida
evaporar eufonia
desejo ser ouvida...

Sou a flor*, encanta
a mais bela*, chama
suplícios, alma* santa
aclama-me, espanca*!

*Florbela Alma Espanca

P.S. o poema é da minha autoria. Cito Florbela por ser inspiração aos meus escritos. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A TROCA

19

ESTRELA MAIOR