AO TE VER PASSAR...

meus pensamentos soluçam
as palavras secam no sertão da minha boca
as pupilas sapateiam no mosaico da íris
o coração ressoa como uma cuíca ritmada
Ao te ver passar...
as pernas parecem ensaiar numa pista de gelo
o nada desce pela garganta hidratando coisa alguma
sensações térmicas alternam a sudorese
gestos tímidos anunciam o flerte juvenil
Ao te ver passar...
ora apareço, ora me escondo
neste cenário de múltiplos sentimentos
raios solares no horizonte despontam
ressurgem solitárias noites de luar
Ao te ver passar...
disciplinadas, as estações se intercalam
natais se comungam ano após ano
e entre lágrimas que rolam sem cessar
Ao te ver passar...
meus pensamentos continuam a soluçar!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A TROCA

19

VIAGEM