SE EU PUDESSE...

Preencheria essa tórpida lacuna com margaridas,
seu aroma nos envolveria e estaríamos em deleite;  
sugaria todas as dores e todos os temores,
a soma estaria além do um mais um;
estamparia um sorriso a cada aproximação da tristeza,
assim, viveríamos entre versos, prosas e poesias...
pernoitaria em todos os seus sonhos acalentando-o,
o mimo certeiro diminuiria o intervalo existente;
transformaria todas as visões em paisagens multicoloridas,
e a cada alvorada diria: EU TE AMO!
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

OUTONO

19

DOLORIDA