CELEBRAÇÃO

Momento de regozijo. Como compreender? Dos sentimentos atrozes às emoções refinadas. Esse é o trânsito natural nesse período onde a sensibilidade aflora inesperadamente. É nesse ínterim que a paz, a civilidade, a plenitude e, sobretudo o amor despontam amaciando o olhar, colorindo o riso, fortalecendo o abraço, intensificando o perdão, glorificando o afeto. É um verdadeiro enredado de cores vibrantes. É o badalar dos sinos que ressoa aos quatro cantos. São anjos, querubins, serafins, orixás, santos, fadas, gnomos que comungam dos mesmos desejos direcionando-os à uma força maior. Os deuses internos que ontem sabotavam em delírios exaltando percepções alheias, hoje em estado viril permeiam em solicitude. É a natureza imortalizando em sua excelência o improviso do impossível e contracenando com a pureza d'alma de cada ser. É exalar pela porta universal os mais belos sentimentos. Os elos se fortalecem... As correntes se formam. Verdadeira contemplação! Não se compreende esse momento. Senti-se.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A TROCA

19

OUTONO