A JANELA

Por sua greta observo o mundo:
vejo a arrogância enaltecida,
a tristeza encabulada,
a supremacia desvairada,
turbulência descontrolada,
sobretudo,
no sorriso de uma criança:
vejo a paz que abranda,
a alegria que alivia,
a esperança que alenta,
a harmonia que acalma,
a ternura que sustenta,
a fantasia que aprimora,
o equilíbrio que alimenta.
Enfim, vejo a vida que pulsa,
que move, que anima, que aquece,
que embala, que excita, que agita!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A TROCA

19

OUTONO