INSTANTE...

Na agudeza do meu ser e concomitantemente no disfarce dos meus enganos, me deparo na irradiação perene que ampara a universalidade do meu próximo. Entender a minha aspereza: é adocicar o porvir... É alimentar a metamorfose... É agregar ternura! Nesta progenitura espessa, porém repleta de inconstâncias, de vaivens, de incertezas, me jogo no bálsamo edificador da renovação, nas oportunidades reencontradas e edificadoras e, sobretudo, realizo um novo traçar para um novo viver.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A TROCA

19

VIAGEM