O LATENTE

Minhas várias existências me fazem crer
que perdoar e compreender são banhar-me
num açude de novas descobertas e poder
misturar-me neste sarau de vivências!


É diluir o sedimentar, fragmentando-me
em novas possibilidades para que haja a fusão
do possuir, do agir, do ser
e sempre construir, protelando ou não
para poder analisar no deleite de viver!


É erguer-me na culpa
superar-me na derrota
desculpar-me no delito!


É descobrir a legítima vocação
da minha alma que urge em murmúrios
na afeição, na perfeição, na indulgência
é contemplar a vida como o bem mais precioso
e sobretudo, Amar...Amar... Amar!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A TROCA

19

ESTRELA MAIOR